BLOG

 

Península de Maraú: paraíso no sul da Bahia!

20 de julho de 2020 • Destinos • POR Daniela Marin
Praia de Algodões Maraú
20 jul

Península de Maraú

A paradisíaca Península de Maraú se localiza no Sul da Bahia, no município de Maraú, numa região conhecida como a Costa do Dendê, entre Itacaré e Morro de São Paulo.

O nosso Brasil é realmente muito lindo e tem muito lugar para conhecer e se apaixonar. Vai por mim, Maraú é um desses lugares!

O local possui praias rústicas e quase intocadas, porém, a cada ano a região tem recebido um número cada vez maior de visitantes.

São aproximadamente 40 km de praias emolduradas por coqueiros, areia branca e que na maré baixa formam piscinas naturais, além do encontro do rio com o mar.

Se você quer praia, natureza exuberante, brisa do mar e sossego, já salve esse roteiro na sua lista de viagens pelo Brasil.

É o lugar mais que perfeito para quem ama praia!

Algodões Península de Maraú

Quando Ir

Já sabemos que na Bahia faz calor o ano todo, porém devemos prestar atenção para evitar a época de chuvas. Ninguém vai querer pegar dias chuvosos num roteiro onde a principal atração é curtir uma praia. Além do que, na incidência de chuvas é preciso ficar muito atento às condições das estradas, que podem se tornar intransitáveis para carros de passeio.

A temporada de chuvas costuma ser abril e maio e a época com menor índice pluviométrico vai de setembro a fevereiro. Estatisticamente, o mês de janeiro costuma ser o mais “seco” (na verdade, menos chuvoso, pois na Bahia sempre aparece uma chuvinha…).

O clima é quente no verão (fomos em janeiro) com temperaturas entre 23°C a 29°C, mas nada insuportável, pois a brisa do mar é constante e refresca.

Dê uma olhada também na Tábua de Marés para escolher a melhor época da sua viagem, pois as famosas piscinas naturais valem muito a pena.

Algodões Maraú Bahia

Piscinas Naturais Taipu de Fora

Como chegar

A Península de Maraú se localiza a 270 km de Salvador e a 127 km de Ilhéus. Provavelmente você já deve ter ouvido falar que chegar até lá não é uma tarefa muito fácil. Mas esse motivo, torna a região e suas belas praias mais vazias e tranquilas, mesmo em plenas férias de janeiro (é isso que buscamos :P). Então, vamos lá para as opções de transporte.

Voos

As opções de voos chegam em Salvador e Ilhéus, que são os aeroportos mais próximos. Optamos por voar para Salvador por conta da tarifa mais barata se comparada a de Ilhéus. Porém, não faça isso! Opte por voar para Ilhéus e não seja mão de vaca…. kkkkk

Na verdade, amamos tanto a Bahia que compramos as passagens na empolgação vendo que seria fácil alugar um carro no aeroporto e percorrer somente 270 km de Salvador até Maraú…hehehe

Doce ilusão, pois não verifiquei o caminho, a estrada e a necessidade de balsa. Eita! 😛

Logo eu, tão planejada!

O trajeto mais curto incluía uma balsa para Itaparica, para cortar caminho e no total seriam 270 km de estrada. Porém como era janeiro, li em muitos blogs recomendações que a fila da balsa era gigante e compensava dar a volta pegando a estrada pelo interior, transformando o trajeto em 418 km. Enfim…

Pesquisei para comprar a travessia da balsa pela internet e já estava tudo esgotado (era novembro e íamos em janeiro).

Portanto, só nos restava pegar o caminho mais longo e evitar trânsito e filas de balsa. O trajeto ainda incluía um trecho final de 60 km de estrada de terra, cheia de buracos e muitos diziam que era impossível chegar de carro de passeio. E como somos muito econômicos e teimosos, alugamos mesmo um carro comum em Salvador e lá fomos nós felizes e contentes.

Outras formas de chegar na Península de Maraú é pagar um traslado ou ônibus regular tanto de Salvador ou Ilhéus e depois pegar o barco/lancha em Camamu para fazer a travessia para Barra Grande. Porém, dessa maneira, você vai depender de táxi e contratar passeios para se deslocar na península, justamente o que não queríamos.

Barra Grande Península de Maraú

Taipu de Fora Maraú

Nosso trajeto

Portanto, percorremos 418 km em mais ou menos 7 horas de viagem de carro pelas estradas da Bahia. Aquelas estradas onde os caminhões andam na contramão quase te jogando para fora da pista. Adrenalina pura! Rs

Tudo isso para chegar na Península de Maraú….e como valeu a pena!!!! hehehe

No entanto, comprar a passagem para Ilhéus seria “bemmm” melhor! 😛 #ficaadica

Maraú Bahia

Foto: Google Maps

Onde se hospedar na Península de Maraú

A Península de Maraú oferece aos seus visitantes 3 regiões principais para as hospedagens: Barra Grande, Taipu de Fora e Algodões. Apesar da maioria dos blogs citar somente as duas primeiras, pois são as que tem maior infraestrutura.

No entanto, o que mais me encantou no roteiro foi a ideia de ficar hospedada na Praia de Algodões, justamente por ser a mais rústica de todas, com menos infraestrutura, oferecendo maior tranquilidade e contato com a natureza.

Se você curte um lugar mais badalado, sem dúvidas, opte por se hospedar em Barra Grande.  No entanto, se deseja um meio termo, escolha Taipu de Fora. Agora, se você deseja uma experiência de se hospedar num lugar paradisíaco e isolado, com bem pouca infraestrutura, onde a maioria passa para conhecer rapidamente, sua hospedagem fica na Praia de Algodões.

Ou seja, Maraú tem para todos os gostos!

O que nós fizemos? Dividimos as hospedagens em 3 partes. Nossa viagem teria um total de 10 dias, o último dia com pernoite em Salvador por causa do voo de volta. Então, ficamos 3 dias em cada região: Algodões, Barra Grande e por último Taipu de Fora.

Por que a gente fez isso? Primeiro, porque não consegui decidir qual região eu iria gostar mais, eu queria ficar em todas…kkkk  Segundo que, como estávamos de carro alugado e a estrada e todos os caminhos são de terra (buracos e solavancos), não queria perder tempo com deslocamentos (aquele famoso bate e volta que a maioria faz nos passeios).

Queria curtir a praia o máximo possível! Nossa escolha foi perfeita!

Vila de Algodões Bahia

Taipu de Fora Bahia

 Praia de Algodões

Chegando de carro alugado em Maraú, a estrada de terra passa primeiro por Algodões, portanto, nossa primeira parte da viagem foi nessa região.

Ficamos nossos 3 primeiros dias hospedados num Bungallow a 50 metros da praia. MARAVILHOSO!!!! Reservamos pelo site do Booking, mas não era pousada. O local que escolhemos foi o BO’A Village.

A praia de Algodões tem uma longa faixa de areia, mar transparente, piscinas naturais e a vila é quase desabitada. No povoado há poucas pousadas, restaurantes e casas de veraneio.

O local vai oferecer muita tranquilidade aos visitantes e praias desertas. Um verdadeiro paraíso na Península de Maraú.

A região ao longo da praia tem muito verde, menos vento que o restante da península devido  à grande parte da Mata Atlântica original ainda intacta.

A maioria dos turistas que não se hospeda por lá geralmente conhece a praia em passeios de quadriciclo ou jardineira que saem do centro de Barra Grande, localizado a 30 km.

Cercada por coqueiros, a praia de Algodões difere das outras praias mais badaladas da Bahia, mas é justamente essa pouca infraestrutura que permite o local ser encantador, rústico e naturalmente preservado.

Nos 35 km de praia da pacata vila de pescadores, ainda é possível conhecer a Praia de Saquaíra, Arandi e Cassange (incluindo a Lagoa de Cassange).

Nós caminhamos bastante os dias que passamos por lá e curtimos muito as diversas piscinas naturais. À noite saímos para jantar nas poucas opções de restaurantes, porém não menos interessantes. Fomos no Aphrodite Pizza Louge Bar, Pasta e Vino Maraú e Restaurante do Espanhol.

Praia de Algodões Península de Maraú

Algodões Maraú Bahia

Praia de Algodões Bahia

 Barra Grande

Na segunda parte da viagem fomos direto para Barra Grande, distante 30 km. A estrada é bem ruim, mas não tão ruim como diziam todas as informações do local. Talvez tivemos sorte de não ter chovido. Mas ter alugado um carro de passeio foi econômico e satisfatório pois não nos deixou na mão.

Nos hospedamos no Diboa Flat (pelo site do Booking) próximo à Praia dos Três Coqueiros e cerca de 1 km da Vila de Barra Grande onde fica o burburinho da “night”.

Barra Grande é a porta de entrada da Península de Maraú para os turistas que chegam de barco de Camamu. A região oferece vários tipos de praias, pousadas, hotéis boutiques, bares e restaurantes.

As atrações do local se dividem nas praias voltadas para o oceano e nas praias de água doce do lado da Baía de Camamu.

A praia dos Três Coqueiros e da Bombaça (continuação) tem mar aberto, com ondas fortes, areia grossa e muitos coqueiros.

A Vila de Barra Grande conserva um clima típico de vila de pescadores com um charme trazido pelo turismo local. As ruas têm chão de areia e poucos carros circulam. Esqueça os sapatos e sandálias…você vai usar chinelo dia e noite (ADORO!).

Barra Grande Maraú

 Ponta do Mutá

O grande destaque da região é o famoso pôr do sol na Ponta do Mutá. Impossível não se apaixonar pela Península de Maraú após assistir aquele espetáculo de cenário de fim de tarde.

Inclusive o local é perfeito para quem curte uma badalação. Na região da praia onde se localiza a Ponta do Mutá estão os quiosques, bares e restaurantes mais frequentados pelos turistas com todos os tipos de bebidas e muita música.

Outro local com pôr do sol imperdível em Barra Grande é a Praia Boca do Rio Carapitangui, onde estão vários quiosques e restaurantes no encontro do rio com o mar. Muito procurada para a prática de Stand up paddle.

Se quiser um pouco de conforto, aproveite a estrutura do Bar da Rô, com seu enorme píer beirando o rio, além de mesas e espreguiçadeiras. Se consumir no local pode usar  tudo sem custo adicional. É claro que eu tomei uma caipirinha ali na espera do pôr do sol.

Além disso, você pode fazer passeios de quadriciclo ou jardineira entre as praias, conhecer algumas ilhas da região, como a Ilha da Pedra Furada, a Ilha do Goió e a Ilha do Sapinho ou ainda se refrescar nas águas doces da Cachoeira do Tremembé.

Ponta do Mutá Barra Grande

Barra Grande Bar da Rô

Bar da Rô Barra Grande Maraú

 Taipu de Fora

Uma das principais razões que levam os turistas à Península de Maraú, são as piscinas naturais de Taipu de Fora, distante cerca de 9 km de Barra Grande.

Com uma bela faixa de areia, arrecifes, corais, um mar que parece uma piscina repleto de peixes coloridos, o local é um paraíso no sul da Bahia.

O mar é bastante transparente e não é necessário pegar barco algum…basta entrar na água e estará dentro das piscinas naturais que se formam na maré baixa.

Saindo da região dos principais quiosques de praia, é possível encontrar trechos de praia completamente desertos, numa extensa faixa de areia repleta de coqueiros. Uma maravilha da natureza!

A praia de Taipu de Fora também é bastante procurada para hospedagem na península pois conta com um número razoável de hotéis e pousadas, além de alguns restaurantes.

Nos hospedamos os últimos 3 dias no Moana Flats, um chalé muito charmoso, a 600 metros da praia que reservamos pelo site do Airbnb.

O que fazer em Taipu de Fora? Caminhar, curtir praia, se impressionar com a beleza de suas piscinas naturais e tomar muita água de coco, afinal coqueiros não faltam por lá.

Para jantar escolhemos o Odoyá Lounge Bar (comida e atendimento maravilhoso) e Taipu Surf House Pizzaria.

Os famosos Bar das Meninas e o Buda Beach estavam com mesas vazias todas reservadas (provavelmente para os turistas dos passeios), além de cobrarem uma consumação mínima “bemmm” alta, sem contar que achei o atendimento “deselegante”… kkkk

Taipu de Fora Península de Maraú

Taipu de Fora Maraú

Piscinas naturais Taipu de Fora Bahia

 Roteiro Costa do Dendê em Maraú

Anotem aí as principais praias da Península de Maraú:

  • Barra Grande
  • Três Coqueiros
  • Bombaça
  • Taipu de Fora
  • Cassange e sua lagoa
  • Saquaíra
  • Algodões

Dicas:

– Na Península de Maraú não tem caixa eletrônico, portanto leve dinheiro. Mas a maioria dos estabelecimentos aceita cartão.

– Se for de carro, ligue para sua pousada e verifique as condições da estrada.

Península de Maraú Bahia

Península de Maraú: difícil de chegar, difícil de deixar…

Já salva esse pin no seu Pinterest

Pinterest Prefiro Mochilar

Gostaram do roteiro? Alguma dúvida?

Se gostou e quiser me acompanhar mais nas redes sociais, me siga lá no instagram  @prefiromochilar  e veja mais fotos e dicas de viagens.

Talvez você possa gostar de ler:

Roteiro Salvador

Região dos Lagos

Vai Viajar? Já tem Seguro Viagem?

Nosso blog tem parcerias com:

Seguros Promo (5% de desconto)

Real Seguro (10% de desconto)

Blogagem Coletiva

Esse texto faz parte de uma Blogagem Coletiva realizada pelo grupo Viagens por Escrito que escreveu sobre Lugares Paradisíacos no Brasil e no Mundo. Confira:

Experiência Barbara – Cordilheira dos Andes: o paraíso na América do Sul

Se joga no roteiro – Jalapão: descubra este lugar paradisíaco

Viajante Econômica – Andorra: o que fazer no pequeno país dos Pirineus

Só Penso em Viajar – 16 Destinos paradisíacos para conhecer no Brasil  

Viagens e Feminices – PUNTA CANA: Passeio à paradisíaca Isla Saona 

Mariscando – Croácia paradisíaca: roteiro de 4 dias pela costa da Dalmácia


Compartilhe:

10 Comentários

  1. Samuel disse:

    Puxa!! Paraíso é pouco pra esse lugar!! Post bem detalhado e claro!! Fora que faz a gente ter vontade de ir pra lá né?? 🙂 Parabéns!!

  2. Deo disse:

    Nossa, amei! Tá nos meus planos conhecer esse lugar maravilhoso!

  3. Adriano disse:

    Adorei,lugar muito top,quero conhecer.

  4. Adriano disse:

    Adorei,lugar muito top,qúero conhecer….
    ..

  5. Barbara Cortat disse:

    Somos desses também que acabam escolhendo a opção mais barata e acaba não dando tão certo! Mas o que são viagens sem perrengues, ainda mais para conhecer esse paraíso no sul da Bahia!

  6. Soraia Pereira da Silva disse:

    Dani, já amei esse paraíso pelo seu poste já está na lista dos lugares para conhecer pelo Brasil, pois amo praia mais deserta! Adorei o post e as fotos, parabéns!

  7. Cecilia disse:

    Adorei conhecer a Península de Maraú pelo seu olhar apaixonado por praias, Dani! Ainda não fui pra essa região. Anotei as dicas para não pegar voo pra Salvador pra economizar e passar esse sufoco na estrada. 😀 Às vezes o barato nos sai caro. 😉

  8. Pamela disse:

    Dani, não conhecia a península de Maraú. Realmente é um paraíso!
    Só conheci Arraial D’ajuda e Porto Seguro na Bahia, mas preciso conhecer este lugar!
    Assim como você sou não de vaca! Kkkkkkk, mas só assim gente aprende!
    Ótima dica!

  9. Juliana disse:

    Quero muito conhecer essa região e suas dicas de como chegar já me deram uma boa clareada nas ideias aqui. Realmente quanto mais dificil de chegar, mais lindo, adoro lugares assim 🙂

  10. Mari Vetrone disse:

    Dani do céu, que saudade de uma praia dessas!!! O sul da Bahia é mesmo um paraíso! A Península de Maraú ainda não conheço, acabou de entrar pra lista de desejos! heheh amei as dicas! beijo

DEIXE SEU COMENTÁRIO!