BLOG

 

Região dos Lagos: de carro para Arraial e Cabo Frio

25 de maio de 2020 • Destinos • POR Daniela Marin
Região dos Lagos
25 Maio

A Região dos Lagos, considerada uma das mais lindas do Brasil, é também conhecida como Costa do Sol no Rio de Janeiro. As principais cidades dessa região são Arraial do Cabo, Armação de Búzios e Cabo Frio.

Destino preferido dos cariocas nos feriados prolongados e que atrai cada vez mais turistas brasileiros e estrangeiros.

O turismo é a atividade mais importante da região, que conta com a beleza natural de suas praias (especialmente Arraial do Cabo) e ainda, vida noturna agitada (no caso de Cabo Frio e Búzios).

Como já tínhamos passado um Carnaval em Maricá (também considerada Região dos Lagos) e outro em Búzios em anos anteriores, resolvemos fazer um roteiro de carro para curtir o começo do verão em Arraial do Cabo e Cabo Frio.

Pontal do Atalaia

Pontal do Atalaia

Quando Ir a Região dos Lagos

O clima em Arraial do Cabo e região é agradável o ano todo. Os meses mais chuvosos são Dezembro e Janeiro, com máximas de 27° C e os mais secos são Julho e Agosto, com mínimas de 21° C, ou seja, não costumam ser muito frios.  Você certamente verá o sol brilhar na sua passagem pela Região dos Lagos, independente da época do ano.

Porém, nos meses de inverno, a água costuma ser bem mais gelada do que o normal. Sim, a água do mar nessa região costuma ser “geladinha” mesmo no verão.

Para fugir da superlotação dos turistas, evite os feriados prolongados, principalmente entre o Natal e Carnaval. Nós fomos uma semana antes do Natal e foi bem tranquilo, uma delícia de viagem para início das férias de verão.

A dica é visitar a região entre segunda e quinta-feira para curtir as praias mais vazias, se você tiver essa disponibilidade e preferir a calmaria, assim como a gente.

Praia do Pontal

Ilha do Farol

Como chegar na Região dos Lagos

A Região dos Lagos fica a aproximadamente 160 km do Rio de Janeiro e cerca de 580 km de São Paulo. Nós saímos de São José dos Campos e a viagem durou cerca de 7 horas, saindo bem cedo pela manhã.

O caminho é o mesmo do Rio de Janeiro. Chegando lá, a saída para Região dos Lagos é a ponte Rio-Niterói. Em seguida, pegue a RJ-124, a rodovia entre Rio Bonito e São Pedro da Aldeia (rodovia de pistas duplicadas). Em São Pedro da Aldeia, continue pela RJ-140; a estrada contorna o centro de Cabo Frio e leva até Arraial do Cabo em 22 km de pista simples.

O aeroporto de Cabo Frio só recebe voos regulares de Belo Horizonte da Azul Linhas Aéreas e se a opção de transporte for de ônibus, a viagem é feita saindo do Rio de Janeiro até Arraial do Cabo pela Auto Viação 1001.

Prainhas do Atalaia

Onde ficar na Região dos Lagos

Você pode ficar na dúvida de onde ficar na Região dos Lagos, né? No caso do nosso roteiro, em Arraial do Cabo ou Cabo Frio. Como somos adeptos da tranquilidade, optamos por ficar em Arraial, por ser menor e sem muita agitação.

Arraial do Cabo tem aquele clima de interior, propício ao descanso.

A grande maioria das pousadas de Arraial do Cabo é simples, sem grandes sofisticações. O que não significa que será barato.

O local com melhor infraestrutura para ficar em Arraial do Cabo é na Praia dos Anjos, perto da maioria dos restaurantes e do cais, de onde saem os passeios. 

O local mais econômico é no Centro, e foi lá que nos hospedamos, no Hotel da Canoa, em cima da Igreja Universal… (juro que esse detalhe só descobri lá….rs). Como nós passamos todos os dias na praia ou passeando, não me recordo de nenhum incômodo a respeito de barulho dos cultos.

Para quem prefere mais charme e conforto, talvez a melhor opção para se hospedar esteja em Cabo Frio.

Arraial do Cabo

Trilha Praia do Forno (dia 1)

No primeiro dia, chegamos na hora do almoço, fizemos o check in no hotel e fomos almoçar num quiosque a beira-mar na Praia Grande (cerca de 1 km do nosso hotel).

A Praia Grande chama a atenção pela faixa de areia que, além de extensa, é bastante larga. A longa faixa de areia branca só tem fim 40 km depois, chegando no município de Saquarema. Ela possui um trecho com grande infraestrutura e outro totalmente deserto. (ADORO!)

Depois do almoço, fomos conhecer a Praia dos Anjos e seu cais cheio de barcos e que, apesar de não ser indicada para banhos, possui bastante movimento pela infraestrutura local, de pousadas e restaurantes.

O sol já estava rachando na cabeça e eu queria praia, portanto de lá, partimos para a trilha da Praia do Forno. A trilha sai do final da Praia dos Anjos.

A Praia do Forno só pode ser acessada por trilha ou por barco. Uma trilha fácil de 20 minutos, que apesar da subida, não exige grandes esforços, além de oferecer um mirante com uma vista paradisíaca do local. Recomendo a trilha, pois vale muito a pena!

A praia tem somente 500 metros de extensão, oferecendo um lado repleto de bares e serviços e outro lado mais tranquilo, com faixa de areia quase sem ninguém. O local também atrai quem curte um bom mergulho, pois é possível praticar snorkeling e avistar muitas tartarugas.

Nem preciso dizer que fiquei a tarde toda lá, né? Óbvio! 😛

No final da tarde, fomos curtir o pôr-do-sol na Prainha, uma das mais frequentadas e centrais de Arraial do Cabo. Além de urbanizada, tem quiosques e águas mansas.

Trilha Praia do Forno

Praia do Forno

Praia do Forno Arraial

Praia do Pontal (dia 2)

No segundo dia, acordamos super cedo e depois do café da manhã, fomos de carro conhecer a Praia do Pontal, a 10 km do hotel. Como já tínhamos reservado um passeio de barco que sairia às 11 horas, aproveitamos esse tempo livre pela manhã para curtir por lá.

A praia do Pontal é uma continuação da faixa de areia da Praia do Foguete em Cabo Frio, sendo a primeira de Arraial do Cabo. Ela costuma ser bastante tranquila e com pouco movimento mesmo durante o verão.

Saindo da Praia do Pontal, seguimos até o cais na Praia dos Anjos, de onde saem todos os passeios de barco.

Praia do Pontal

Ilha do Farol

O passeio de barco é a atração mais procurada pelos turistas que visitam Arraial do Cabo, pois é a única maneira de acessar a Ilha do Farol, um lugar paradisíaco e imperdível para quem visita a região.

O passeio tem duração de 3 a 4 horas e apesar dos roteiros das agências de turismo serem bem parecidos, a dica é pesquisar o que melhor atende a sua expectativa. Por exemplo, como estávamos de carro e teríamos a chance de visitar algumas praias que as empresas incluem no tour, escolhemos um passeio que tivesse menos paradas e fosse direto ao ponto que mais nos interessava, que era a Ilha do Farol.

A Praia do Farol, considerada uma das mais exuberantes do país, tem limite de acesso para os visitantes por ser protegida pela Marinha do Brasil. São permitidas apenas 250 pessoas a cada 45 minutos.

A Ilha do Farol não é somente preservada por processo ambiental, mas também, por questões históricas. De acordo com estudos, Américo Vespúcio marca o centro da praia em sua carta náutica por meio de uma árvore, que, até hoje é preservada e cercada.

O roteiro do nosso passeio foi Ilha do Farol, Fenda da Nossa Senhora da Conceição, Gruta Azul e Pontal do Atalaia.

Depois do tour, no final da tarde, aproveitamos para ir até a Praia Grande para curtir o imperdível pôr-do-sol.

Passeio de barco Arraial do Cabo

Passeio Ilha do Frade

Ilha do Farol

Praia Grande

Pontal do Atalaia (dia 3)

No terceiro dia, fomos de carro para a Praia Pontal do Atalaia, que ficava a 6 km do hotel, incluindo trechos ruins de estrada de terra. O acesso é através da portaria do Condomínio Pontal do Atalaia, onde é preciso se identificar.

O passeio de barco do dia anterior tinha incluído uma parada nessa praia no final do dia. Mas, por ser um dos cartões-postais da Região dos Lagos, eu não me contentaria com uma simples parada. Kkkkk

Praia de águas azuis e cristalinas com areia branquinha é minha definição de paraíso, paz e descanso.

A escadaria do Pontal do Atalaia é um dos cartões-portais de Arraial do Cabo onde todos param para admirar a beleza dessa vista e tirar fotos. São 150 metros divididos em 225 degraus de madeira, em descida íngreme. Nós chegamos bem cedo na praia para conseguir fotografar em paz, pois confesso que não tenho paciência para disputar fotos e fazer fila para esse tipo de coisa. Hehehe

O que fizemos nesse terceiro dia no paraíso?

Tiramos o dia para curtir a praia…simples assim!

No final da tarde, ficamos com vontade de tomar aquele cafezinho caprichado, num lugar aconchegante… Mas, em Arraial do Cabo, não encontramos nada além de sorveterias e restaurantes.

Só quem toma café todos os dias, entende…

Portanto, fomos até Cabo Frio para tomar café, dar uma volta no centrinho, fazer umas comprinhas e curtir um barzinho à noite.

Escadaria Pontal do Atalaia

Pontal do Atalaia

Atalaia Arraial do Cabo

Cabo Frio (dia 4)

No quarto dia, tínhamos decidido dar uma chance para Cabo Frio, mesmo sabendo que lá não encontraríamos a tranquilidade das praias de Arraial do Cabo.

Fomos direto para a Praia do Forte, a mais badalada da cidade, que possui quase 8 km de extensão e onde se localiza o Forte de São Matheus do Cabo Frio. A praia apresenta bastante infraestrutura, com calçadão beira-mar e diversas opções de bares e restaurantes.

Aproveitamos um pouco a praia e depois seguimos para o canto esquerdo para conhecer o Forte de São Matheus, porém ele se encontrava fechado (hoje está reaberto).  No entanto, pudemos curtir seu entorno e a vista de lá para a orla de Cabo Frio, que é deslumbrante.

Depois do almoço, seguimos para a Praia do Foguete (ainda em Cabo Frio) para buscar um pouco mais de tranquilidade. Realmente a Praia do Forte, apesar de linda, não é nosso tipo de praia…hehehe

A Praia do Foguete é bem mais vazia por apresentar um cenário propício ao surf, como águas frias, profundas e correntezas perigosas. Mas suas areias finas e brancas e seu mar azulado merecem uma visita, principalmente por quem busca um lugar mais sossegado em Cabo Frio.

Ficamos lá contemplando aquela maravilha na Região dos Lagos até que uma forte tempestade se formou e nos pegou no caminho…kkkk

Chuva de verão, faz parte!

Cabo Frio RJ

Cabo Frio RJ

Caribe Brasileiro (dia 5)

Para o último dia de roteiro, nós poderíamos ter incluído outros passeios, ter ido conhecer outras praias, como a maravilhosa Praia Brava, ter feito outro passeio de barco (saindo de Cabo Frio, por exemplo) ou até mesmo um bate e volta para Búzios.

Mas, o que eu queria mesmo era somente o ócio e tranquilidade de curtir um último dia de praia e ficar apreciando uma paisagem deslumbrante. Então, resolvemos fazer um repeteco e retornar a Praia Pontal do Atalaia, porque além de ser uma linda praia, possui mirantes imperdíveis.

Sem dúvida, uma das melhores praias da Região dos Lagos!

Pontal do Atalaia

Pontal do Atalaia

O mar de Arraial do Cabo, apelidado de caribe brasileiro, é especial pelo fenômeno da ressurgência, que traz para a superfície águas profundas ricas em vida marinha. A fartura de alimento transforma Arraial em um dos melhores pontos de mergulho do país, com águas claras e um azul impressionante.

É perfeito para o mergulho de batismo, para quem quer se divertir com o snorkeling ou somente para quem quer apreciar e curtir belas praias. (no caso EU!)

Arraial do Cabo RJ

Já salva esse pin no seu Pinterest:

pinterest

Gostaram do roteiro? Alguma dúvida?

Se gostou e quiser me acompanhar mais nas redes sociais, me siga lá no instagram  @prefiromochilar  e veja mais fotos e dicas de viagens.

Talvez você possa gostar de ler:

Roteiro Salvador

Cambará do Sul

Domingos Martins: 5 dicas incríveis do que fazer e onde comer 

Vai Viajar? Já tem Seguro Viagem?

Nosso blog tem parcerias com:

Seguros Promo (5% de desconto)

Real Seguro (10% de desconto)

Blogagem Coletiva

Esse texto faz parte de uma Blogagem Coletiva realizada pelo grupo Viagens por Escrito que escreveu sobre viagens de carro no Brasil e no Mundo. Confira:

Experiência Bárbara – Que dobradinha! De carro por Cunha e Paraty

Viagens e Feminices – Viagem de Carro: De São Paulo à Serra Negra

Se joga pelo roteiro – De carro pelo roteiro do vinho em São Roque

Viajante Econômica- De carro alugado pela Serra Gaúcha

Só Penso em Viajar – Roteiro de carro em Portugal: a fascinante região do Algarve

Mariscando – De Nápoles a Salerno de carro: roadtrip pela Costa Amalfitana


Compartilhe:

10 Comentários

  1. Mari Vetrone disse:

    Dani, já percebi que dica de praia é com vc mesma! Quero muito conhecer essa região, assim que as coisas melhorarem por aqui! Ameeei o post! :*

  2. Pamela disse:

    Aí menina… essa região é a minha queridinha no Brasil! Amooo… tanto que já fui 2 vezes… rs. Adoro a ilha do farol e a Pontal do Atalaia! Ótimo post com as melhores dicas!

  3. Barbara Cortat disse:

    Sério que choquei ao ler que Arraial é tranquila! Obrigada pelas dicas de locais menos muvucados, porém não menos paradisíacos!

    • Daniela Marin disse:

      Tranquila porque não fomos nos feriados né? Fomos uma semana antes do Natal, mas no verão né? Achei que estaria mais bombante e foi uma ótima surpresa descobrir que existem praias quase desertas. É só fugir da muvuca mesmo…

  4. Juliana disse:

    Eu amei Arraial, fui num feriado de Novembro há uns 4 anos acho… estava cheio e pegamos chuva 🙁 Sorte que primeiro dia estava um sol de raxar. Mas que agua gelada não? e muito vento tb…. Nós ficamos numa casa dentro do Pontal do Atalaia, adorei!

  5. Soraia Pereira da Silva disse:

    Dani, nunca fui pra essa região, mas quero muito! o seu post me deixou ainda com mais vontade! adorei todas as dicas da região, usarei com certeza!

  6. Cecilia disse:

    Já fui muitas vezes para essa região linda do Rio quando era nova. Adorei ver seu relato e as fotos. Tenho vontade de voltar, porque já não me recordo de muita coisa. Faz 30 anos que não vou pra Arraial do Cabo, onde já passei dois feriados de Carnaval com amigos cariocas. Obrigada pelas dicas. Vou tentar ir em dezembro. Beijos

DEIXE SEU COMENTÁRIO!