BLOG

 

Fez – Marrocos: conheça a maior medina do mundo!

29 de dezembro de 2020 • Destinos • POR Daniela Marin
Fez - Marrocos
29 dez

Fez no Marrocos, é uma das cidades medievais mais antigas do mundo. Faz parte do grupo de quatro cidades Imperiais do Marrocos e hoje conta com uma população de aproximadamente 1,5 milhão de pessoas, a segunda maior do país.

Considerada por muitos como uma cidade caótica, apresenta uma das maiores Medinas, ou cidade amuralhada, do mundo…são aproximadamente 10 mil ruas, vielas e becos, lar de milhares de pessoas e onde é possível encontrar todo tipo de produto.

Fez - Marrocos

A verdade é que é uma cidade impressionante…muita vida, cultura e história.

Quando se compara Fez com as demais cidades com veia turística no país, percebe-se que ainda se encontra um passo atrás….e é exatamente esse o principal atrativo da cidade: ser uma fiel representante da cultura marroquina raiz, sem muitas intromissões do turismo predatório. Claro, não quero dizer que não há turismo…apesar de recente, há e é forte….mas, ainda preserva os costumes e identidade do país.

Posso dizer que foi a cidade que mais me surpreendeu. De um modo geral, me encantei com a população marroquina…em Fez, senti que era mais “bem-vindo” ainda.

Chegamos de carro, vindos de Volubilis e Mèknes e vimos que a parte de fora da Medina é uma cidade realmente grande e desenvolvida. Apesar que a maioria dos pontos de interesse na cidade se juntam ao redor da Medina, que foi para onde nos dirigimos.

Fez - Marrocos

Quanto tempo ficar em Fez

Essa é uma pergunta difícil…parece que temos essa certeza só depois de sair da cidade, né? Rs Ficamos por duas noites, mas no terceiro dia saímos muito cedo, pois seguiríamos em uma longa viagem para o Deserto do Saara. Enfim, foram 2 dias quase inteiros na cidade.

Por mim, teria ficado mais um dia…rsrs…porque me identifiquei demais com a cidade, com a cultura. Gosto muito de fotografar e procuramos sempre que possível executar um “slow travel”…então, um dia a mais teria sido “mais perfeito” pra fotografar a vontade.

Fez - Marrocos

Fez Marrocos

Como falei, a maioria dos pontos turísticos fica perto ou dentro da Medina de Fez e é possível fazer tudo a pé. Caso você não tenha muito tempo pra curtir a cidade, é possível fazer o principal em um dia…bem corrido, mas vai da disponibilidade de cada um.

Para ter mais tranquilidade para fazer o principal, dois dias está bom…mas se você tem disponibilidade de tempo, 3 dias é o ideal.

Onde se hospedar em Fez – Marrocos

Essa é uma pergunta que fica fácil responder. Fique na Medina de Fez, ou próximo a ela. Os atrativos da cidade estão bem ali, pertinho.

Claro que a cidade fora da Medina é bem grande e desenvolvida, mas não indicaria ter que se deslocar para conhecer os pontos turísticos. Uma das melhores atrações é caminhar sem preocupação pela Medina, ver a vida acontecer nas ruelas, sentir a cidade. Quanto mais tempo passar por lá, melhor!!

Fez - Marrocos

Nós ficamos no Dar El Ouedghiri, no miolo da Medina! É um Dar, e não um Riad. Há algumas diferenças entre eles e a principal é que um Dar apresenta um pátio central e o Riad apresenta um jardim central. Ambos são casas marroquinas tradicionais.

A orientação da hospedagem era assim que chegarmos, entrar em contato com eles para alguém vir nos buscar. Estacionamos o carro num pátio público fora da Medina (não entram veículos no nela) e o chefe do Dar veio nos buscar…uma precaução deles para que os hóspedes não se percam no verdadeiro labirinto de ruas.

Fez – Marrocos:  o que fazer?

Dia 1

Bem, todos sabem que gostamos de fazer tudo de forma independente, no nosso tempo, né? Acreditamos que isso nos conecta mais com o local, e acho que tem a nossa cara.

Chegamos em Fez após o almoço e assim que fizemos o check-in já estávamos coçando pra caminhar pela Medina. Nosso anfitrião nos ensinou o caminho das ruas principais e próximas para entrar e sair do Dar e lá fomos nós.

Que lugar!! Quanta vida, quanto tumulto, quanta variedade de produtos, sabores e cheiros. Perdemos um bom tempo andando, observando, tirando fotos. A Medina Fez el Bali (nome oficial dela) é um lugar fantástico.

Fez Marrocos

Fez - Marrocos

Claramente ela é um mercado para os moradores da Medina e de fora dela…vende tecidos, roupas, remédios, alimentos, animais vivos e mortos entre tantos outros produtos…o transporte em suas ruas é feito por pessoas e animais de carga.

Foi construída no século IX, uma das mais antigas do mundo árabe, e hoje é Patrimônio Cultural da Unesco. Apresenta diversos bairros e inúmeras ruas que se cruzam criando um verdadeiro labirinto, perder-se nela é inevitável e parte do programa. Algumas recomendações são passadas e bem vindas….não aceitar “ajudas” e “dicas”, além de evitar transitar em determinadas ruas e horários.

Fez - Marrocos

Fez - Marrocos

Após gastar um bom tempo por ali, decidimos visitar o Bou Jeloud Gardens, um parque muito bonito, com gramados muito bem cuidados, onde a população local se encontra e passa o tempo. Muitas famílias conversando, crianças brincando, um local agradável para um descanso da vida da Medina.

Por estar situado fora da Medina, para chegar até ele saímos pelo famoso Bab Boujloud, o portão azul. De fato, imponente e bonito, possui muitos restaurantes e hotéis em seu redor.

Fez - Marrocos

Perrenguinho básico

Ainda teríamos luz do dia e os planos eram visitar o Royal Palace. Tentamos usar o mapsme ou o googlemaps para chegar até ele…doce ilusão…eles apontavam a região do Palácio e não a porta principal, o que nos levou a seguir por umas ruas vazias, se perder até começar a ser perseguidos por pessoas querendo nos “ajudar”…decidimos retornar. Deu tudo certo e até conhecemos a Praça Bab Makina, outro portão dos vários que existem na cidade.

Como já era tarde, decidimos voltar a Medina e jantar por ali mesmo. Para o dia seguinte, decidimos não perder muito tempo procurando os pontos no interior da Medina e nosso anfitrião indicou um guia para o período da manhã. Sim, fizemos o contrário do que muitos fazem que é pegar um guia antes para ter uma noção do lugar antes de andar sozinhos…rsrsrs

Dia 2

Não é nem um pouco a nossa cara e de fato os lugares que ele nos levou já havíamos passado no dia anterior sozinhos, apenas passeando. Confesso que vale a pena…principalmente se você não se sentir seguro de caminhar sozinho por lá.

Visitamos com nosso guia a Fonte Nejjarine, a mais famosa entre as muitas fontes da cidade, o Mausoléu de Moulay Idriss, fundador de Fez. Pra mim, um dos pontos mais esperados era o Curtume, local famoso devido à novela de uma emissora brasileira (O Clone) e por ser muito fotogênico. Claro que o odor não é agradável, mas a ideia de visitar um curtume construído no século XI e ativo até hoje, me atraía muito. Já te digo que o odor é forte, eles até deixam a disposição ramos de hortelã…até acho que ajuda…a Dani aguentou ficar bastante por lá. Rsrs

Curtume Fez

Marrocos Curtume

Ainda passamos pela Madrasa Bou Inania, uma escola tradicional do Marrocos com uma arquitetura muito característica, construída entre 1351 e 1357, além de ser a única Madrasa da cidade a ter um minarete, e pela Universidade e Mesquita Karaouine, uma das mais antigas do mundo, com entrada permitida apenas a muçulmanos.

Medina Fez

Caminhando pela Medina, passamos pelo Bab sid Lajoud, conhecemos outros bairros e inclusive, algumas vielas super estreitas que quase não passa uma pessoa e até o Oued bou khrareb, um rio que corta a Medina no meio.

Fez Madrasa

Marrocos Madrasa

Após o almoço, que havia sido num Riad muito fotogênico da Medina, e já livres do guia (rsrs…nada contra ele, mas preferimos seguir sozinhos), fomos conhecer o Jewish Quarter, um local fora da Medina com um comércio bem pujante e, claro, lotado. De lá, vimos que estávamos no caminho do Royal Palace, e decidimos tentar novamente.

Fez Universidade

Marrocos Fez

Agora vai!

Dessa vez deu certo!!! Conseguimos chegar no Palácio Real, mas entrar é proibido. Ouvimos dizer que dependendo dos guardas, não poderíamos nem tirar fotos de suas portas de entrada, que são impressionantes. Vimos que ninguém se arriscava, mas quando chegamos perto, os guardas sinalizaram que poderíamos fotografar e chegar perto!! Rsrsrs Claro que fomos, mas preferimos não exagerar muito!! Haha

Fez Palacio

Marrocos Palacio Real

De lá, voltamos para a nosso Dar para ter uma visão de cima da Medina, já que ele possuía um terraço com vista para o pôr do sol.  É possível sentir a vibração da cidade e ouvir a música chamando para as rezas faz o cenário ser completo. Decidimos sair e ficar na Place Boujloud, uma praça gigante, cheio de vendedores ambulantes, e onde há uma concentração noturna da população. Às vezes, estar no local e vivenciar a vida local, é uma baita atração, bem comum no Marrocos.

Nos despedimos de Fez, no Marrocos, cidade que nos surpreendeu muito positivamente por sua vida ativa, pela receptividade de todos e por suas atrações serem diferentes, cheias de cultura e história. No dia seguinte, muito cedo partimos para Merzouga, mas isso a Dani conta mais pra vocês!

Fez Medina Sunset

Resumo do que fazer em Fez – Marrocos

Dia 1

  • Medina Fez el Bali
  • Bou Jeloud Gardens
  • Bab Boujloud
  • Royal Palace
  • Bab Makina

Dia 2

  • Fonte Nejjarine
  • Mausoléu de Moulay Idriss
  • Curtume
  • Madrasa Bou Inania
  • Universidade e Mesquita Karaouine
  • Bab sid Lajoud
  • Jewish Quarter
  • Place Boujloud
  • Oued bou khrareb

Esse texto foi escrito por Samuel Cavalcanti, meu marido, fotógrafo e editor do Blog Prefiro Mochilar.

Já salva esse pin no seu Pinterest

pinterest fez

Gostaram do roteiro? Alguma dúvida?

Se gostou e quiser me acompanhar mais nas redes sociais, me siga lá no instagram @prefiromochilar  e veja mais fotos e dicas de viagens.

Vai Viajar? Já tem Seguro Viagem?

Nosso blog tem parcerias com:

Seguros Promo (5% de desconto)

Real Seguro (10% de desconto)

Leia também:

Roteiro Marrocos

O que fazer em Marrakesh


Compartilhe:

1 Comentário

  1. Dinarte disse:

    Que lugar lindo!!! Muito diferente!! Parabéns pelo post

DEIXE SEU COMENTÁRIO!